Home, Engenharia Elétrica

Eniac
Por Eniac em Jun 7, 2023 12:00:00 AM | 7 min de leitura

Se você gosta de matemática, física e tecnologia, talvez a carreira de Engenheiro Elétrico seja uma ótima opção para você. 

Um engenheiro eletricista é especializado em projetar, desenvolver e supervisionar sistemas elétricos. Assim, o profissional  aplica conhecimentos de engenharia para lidar com a geração, transmissão, distribuição e utilização da energia elétrica.

Mas, para se destacar nessa carreira, quais habilidades são essenciais? E quais são as melhores especializações no mercado de trabalho? Continue lendo este artigo para descobrir tudo sobre a profissão de Engenheiro Elétrico.

 

O que é Engenharia Elétrica

A engenharia elétrica é o ramo da engenharia que lida com a eletricidade, o eletromagnetismo e a eletrônica, sendo o Engenheiro Elétrico responsável por projetar, desenvolver e manter sistemas elétricos, eletrônicos e de telecomunicações, além de garantir a eficiência energética e a segurança das instalações. 

Logo, a Engenharia Elétrica é uma das especialidades da engenharia mais relevantes atualmente, considerando que a energia elétrica é uma fonte vital para o funcionamento da sociedade moderna.

 

O que faz um Engenheiro Elétrico 

O engenheiro elétrico é o profissional responsável por desenvolver projetos, gerenciar e manter sistemas elétricos, além de conduzir estudos que visam melhorar a eficiência energética.

Além disso, trabalha com o intuito de abranger desde a geração e distribuição de energia até a automação e eletrônica. Sua expertise é essencial em diversos setores para garantir o fornecimento seguro e eficiente de energia elétrica.

 

Engenheiro elétrico-1

Como se tornar um engenheiro elétrico

A formação acadêmica requerida para se tornar um Engenheiro Elétrico, é a graduação em engenharia elétrica, que tem duração média de cinco anos. Ainda, é importante lembrar que, após formado, o graduado para exercer a profissão precisa estar devidamente regulamentada peloConselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA) e dessa forma, se beneficiar do mercado de trabalho promissor, com oportunidades em áreas variadas. 

Assim, a engenharia elétrica é um campo em constante evolução, com avanços tecnológicos frequentes. Por isso, é importante continuar aprendendo e se atualizando ao longo da carreira, participando de cursos de educação continuada, workshops, conferências e outras atividades que possam expandir seus conhecimentos e habilidades.

 

Áreas de atuação do Engenheiro Elétrico

O engenheiro elétrico tem um vasto campo de atuação, podendo trabalhar em diversos setores da economia, desde empresas de energia elétrica, empresas de telecomunicações, indústrias, construção civil, entre outros. Alguns dos principais segmentos de atuação deste profissional são:

Automação e Controle

Os engenheiros eletrônicos são capazes de programar robôs, máquinas e sistemas para desenvolver soluções em controle e automação, por meio de ferramentas tecnológicas avançadas como controladores lógicos programáveis (CLPs) e sistemas supervisórios.

Além disso, eles têm conhecimento para avaliar o desempenho das máquinas e sistemas, identificar possíveis falhas e solucioná-las. Também, essas habilidades ainda permitem ao profissional trabalhar com a montagem e automação de equipamentos em geral.

Sistemas de energia elétrica

A distribuição de energia é uma demanda importante para a sociedade e um Engenheiro Elétrico pode atuar nesse segmento, pois pode atuar no planejamento, operação, manutenção e gestão de sistemas de transmissão e distribuição de energia.

Os profissionais envolvidos nessa atividade também têm a função de monitorar, proteger e controlar redes elétricas de diferentes tamanhos, além de efetuar estudos e projetos de instalações.

Eletrônica

É uma área da engenharia elétrica que se preocupa com o design, desenvolvimento e fabricação de dispositivos eletrônicos, como transistores, diodos, chips e placas de circuito impresso.

Assim, o engenheiro elétrico trabalha em diferentes aspectos desse processo de desenvolvimento, podendo atuar em design, prototipagem, teste e verificação de circuitos eletrônicos, software e sistemas.

Telecomunicações

Os engenheiros eletrônicos são parte fundamental da telecomunicação, que significa a transferência de sinais, informações e conteúdos por meio de meios físicos ou digitais, podendo, assim, o profissional atuar em diversas áreas, incluindo telefonia móvel e fixa, redes de televisão e internet, além de sistemas de transmissão de dados.

Logo, o profissional que trabalha em telecomunicações deve obter conhecimento sobre tecnologias que envolvem a transmissão, recepção e codificação de sinais, assim como sobre sistemas de informação e protocolos de comunicação.

Energias renováveis

É um campo de atuação com uma demanda crescente na sociedade moderna e um engenheiro elétrico pode contribuir em diferentes aspectos dessa área.

Desse modo, o especialista pode trabalhar no projeto, instalação e manutenção de sistemas fotovoltaicos, eólicos e de biocombustíveis. Vale ressaltar que, o profissional deve obter conhecimento sobre sistemas de armazenamento de energia, como baterias, supercapacitores, entre outros. 

Eletrônica e Computação

A parte de eletrônica e computação na engenharia elétrica abrange um conjunto de conhecimentos e habilidades relacionados ao projeto, desenvolvimento e aplicação de dispositivos eletrônicos e sistemas computacionais.

Neste setor, o engenheiro elétrico é responsável pelo desenvolvimento de novos sistemas eletrônicos, com ênfase em hardware e software, incluindo desde o projeto de circuitos até o desenvolvimento de softwares para sistemas embarcados.

Assim, a  eletrônica e a computação são áreas interligadas e complementares dentro da engenharia elétrica, pois desempenham um papel crucial no desenvolvimento de tecnologias avançadas, como dispositivos móveis, computadores pessoais, sistemas de comunicação sem fio, automação industrial, robótica, internet das coisas (IoT) e inteligência artificial.

Logo, os engenheiros eletricistas com conhecimentos nessas áreas são responsáveis por projetar e implementar soluções eletrônicas e computacionais inovadoras, atendendo às necessidades tecnológicas da sociedade contemporânea.


Habilidades do Engenheiro Elétrico

Além do conhecimento técnico específico, o engenheiro elétrico deve possuir algumas habilidades essenciais para o bom desempenho em sua atuação profissional. Algumas delas são:

Conhecimento técnicos avançados 

A principal habilidade exigida para um engenheiro elétrico é, sem dúvida, o conhecimento técnico avançado, sendo preciso obter conhecimento aprofundado em eletricidade, circuitos, eletrônica, eletromagnetismo, sistemas de geração e distribuição de energia, além de outras áreas da engenharia elétrica, pois o conhecimento técnico será utilizado em todas as etapas do projeto, desde o planejamento até a execução.

Logo, é preciso buscar sempre por atualizações em relação às inovações tecnológicas, para estar capacitado a aplicá-las em soluções mais eficientes para seus projetos.

Capacidade de análise e resolução de problemas

Outra habilidade essencial para o profissional engenheiro é de analisar problemas complexos e encontrar soluções viáveis para atuar de forma rápida e assertiva. Desse modo, a capacidade de solucionar problemas de forma rápida e eficiente pode ajudar a evitar atrasos no projeto e garantir que ele seja concluído dentro do prazo e do orçamento.

Habilidade de comunicação e colaboração

Um bom engenheiro elétrico também deve obter a capacidade de se comunicar com os outros membros do projeto, como outros engenheiros, técnicos, supervisores e gerentes. Além disso, a colaboração é essencial, principalmente, para uma equipe que objetiva o sucesso de um projeto.

Habilidade de gestão de projetos

O engenheiro elétrico deve ter habilidade para gerenciar projetos em termos de recursos humanos, prazos, custos e outros aspectos importantes para o sucesso na execução dos projetos, isto é, coordenar todas as etapas do projeto, desde o planejamento até a execução, estabelecendo metas realistas para garantir que o objetivo seja concluído dentro do prazo e do orçamento.


O mercado de trabalho para Engenheiro Elétrico

Ser um engenheiro elétrico pode ser uma carreira muito promissora. Ao contrário de outras áreas de engenharia, a demanda por engenheiros elétricos nunca diminui e deve crescer significativamente nos próximos anos.

 

Competências necessárias

Para se destacar neste mercado, o engenheiro elétrico deve ser qualificado em várias competências, tais como:

  • Domínio completo das leis da física e matemática;
  • Conhecimentos em instrumentação industrial, eletrônica, sistemas de energia e automação;
  • Capaz de planejar e desenvolver projetos elétricos, incluindo a criação de diagramas e cálculos;
  • Excelentes habilidades organizacionais e de comunicação, essenciais para trabalhar em equipe.

Perspectivas

O mercado de trabalho para engenheiros elétricos deve crescer ainda mas, uma vez que a demanda por energia renovável e elétrica está em crescimento. A criação de novas cidades inteligentes, com eficiência energética e redes inteligentes de energia, também representam um grande potencial de emprego para esses profissionais.

Desafios

Embora a carreira de engenheiro elétrico seja uma das mais promissoras, existem desafios que estes profissionais precisam enfrentar, como manter-se atualizado com as novas tecnologias e tendências, que mudam continuamente.

Quanto ganha um Engenheiro Elétrico?

O mercado de trabalho para engenheiros elétricos no Brasil é amplo e diversificado, com oportunidades de emprego em diversas áreas e segmentos. O salário de um engenheiro elétrico pode variar de acordo com sua experiência, habilidades e especialização, assim como o porte da empresa.

O salário inicial de um engenheiro elétrico pode variar de acordo com o tipo de formação e atuação. Segundo o site Vagas.com.br, um profissional recém-formado e que tenha uma boa experiência em estágios pode iniciar sua carreira com um salário entre R $5.000,00 e pode vir a ganhar  R $9.000,00. Assim, a média salarial para o profissional engenheiro elétrico no Brasil é de R $7.500,00.

Dessa maneira, a carreira de engenheiro elétrico é repleta de possibilidades e desafios, englobando um vasto campo de atuação, desde a geração e distribuição de energia elétrica, até projetos e desenvolvimento de tecnologias inovadoras. Logo, as habilidades necessárias para se destacar nessa profissão incluem capacidade analítica, visão sistêmica, criatividade e constante busca por atualização profissional.

Home Engenharia Elétrica

CONTEÚDOS RELACIONADOS

Relatório de estágio: o que é, como montar e mais!

Ao transpor a linha entre a teoria e a prática, o estágio surge como uma ferramenta fundamental na construção da ...
6 min de leitura

Saiba como escolher a profissão dos seus sonhos!

Na encruzilhada entre juventude e maturidade, a decisão profissional clama por uma escolha criteriosa diante do vasto ...
5 min de leitura

Evitar procrastinação: como focar nos estudos!

Em um mundo cada vez mais veloz e repleto de distrações digitais, a procrastinação surge como um dos grandes desafios ...
6 min de leitura
Ver mais conteúdossobre Home Ver mais conteúdossobre Engenharia Elétrica